CRESCIMENTO E EDIFICAÇÃO – Crise de Identidade Resolvida – Autor: Pastor Eric C Maddison – 16 de setembro de 2017.

CRISE DE IDENTIDADE! RESOLVIDA – 16SET17.

Quem é a pessoa que olha para você com uma expressão espantada ao se olhar no espelho? Quem é que olha bem nos olhos e ainda parece ser um completo estranho? Você sabe quem é essa pessoa? Se você não consegue responder as estas perguntas com um mínimo de confiança então você pode estar a caminho de uma crise de identidade, talvez alguns discernimentos sejam úteis. Sua identidade é principalmente uma combinação de três fatores, um senso de ter uma medida de sucesso no passado, mais sua presente satisfação na vida, mas também uma combinação de alvos excitantes para o futuro. Isto lhe dá um senso de auto valor, uma sóbria avaliação de seu sucesso como pessoa; uma avaliação sensata de seu caráter formado diante das diferentes circunstâncias da vida.

Normalmente, o desenvolvimento deveria começar no lar onde orientações de disciplina amável e firme dão segurança e ao mesmo tempo colocam os fundamentos de uns dos bens mais preciosos da vida, a saber: auto-disciplina! O lar deveria ser um lugar onde uma criança não apenas recebe a liberdade de desenvolver sua identidade singular, mas também aprende a responsabilidade de não usar sua liberdade para tirar a liberdade dos outros. Aprender a considerar os outros é outra lei da vida que leva ao auto-enriquecimento.

Daí a criança deveria progredir para a juventude, em que ao invés dos traumas da adolescência deveria haver um forte senso de direção na vida. Se a disciplina do estudo e trabalho duro for aceita para se alcançar estes alvos e aplicados com diligencia, o resultado não será apenas o sucesso, mas o aprendizado de outra lei da vida; automotivação. Mais tarde chega a consciência crescente e aceitação dos desejos sexuais. Por ser esta área de nossa vida tão vital, e com efeitos tão poderosos em cada parte de nossa constituição, Deus nos deu instruções explícitas no livro de provérbios sobre suas conseqüências.

Falhar não somente nos trará o julgamento de Deus, mas um complexo de culpa que terminará prejudicando nossa saúde. Pouco conhecido, mas com efeitos devastadores é que diminui nosso senso de dignidade interior. O sucesso, no entanto, trará bênçãos abundantes e além de tudo isto aumentará a auto-estima. Se no processo de crescimento, uma pessoa não aprende a superar hábitos de padrões egoístas e amar aos outros, o casamento, mesmo cheio de romance, não suportará a exposição impiedosa da verdadeira pessoa logo abaixo da superfície. Amar ao outro e compartilhar a si mesmo não significa perder sua identidade, mas ao contrário significa ampliar e enriquecer o valor próprio.

O auto-engano é um caminho certo para a autodestruição. Quem trai, trai a seu próprio valor pessoal. Quem rouba é quem mais perde. O mentiroso diminui sua auto-estima e se proclama um covarde moral. O egoísmo nunca amplia ou enobrece sua personalidade. Ele insidiosamente mina sua integridade como pessoa. Aquele desce às profundezas da luxuria sexual perde a habilidade de subir às alturas do amor humano. A honestidade não é apenas a melhor política, mas é a única que traz como lucro o auto-respeito.

Culpar aos outros quando se é culpado é apenas se depreciar aos seus próprios olhos! Integridade é um bem precioso mas a desonestidade somente traz derrocada moral! Os padrões das Escrituras são o ideal de Deus para a completude, uma estrada aberta que o faz desviar dos muitos precipícios da vida. Seus mandamentos como montanhas que deveriam desafiá-lo a superar a obscuridade e tornar-se alguém de valor eterno.

Nenhum cristão precisa ter crise de identidade, porque seu passado, presente e futuro está ligado ao Filho Eterno de Deus. Ao nos identificarmos com Ele entendemos de forma maravilhosa que nossos dias foram determinados antes da fundação do mundo(Efésios 1: 3-6); que nossas circunstâncias presentes não apenas são parte de seu projeto soberano mas estão sujeitas ao seu controle amável. (Romanos 8: 28-29). Sobretudo e acima de tudo, é a amorosa certeza que nosso futuro está seguro n’Ele (Romanos 8:36-39).

Cada cristão deveria estar contente com sua individualidade ordenada por Deus e seguro no conhecimento que são uma singular expressão DELE! Não se trata de presunção ou orgulho mas uma maturidade espiritual e sua própria individualidade. Cada Cristão aspira ser como Jesus, em que serão capazes de dizer numa escala reduzida àquele que me a mim, vê a Cristo!’

Jacó é um exemplo clássico de como Deus nunca desiste de seu povo não importa quão torto ele possa ser. Ele era um suplantador de nome e de natureza, mas Deus sabia que ele tinha desejos profundos por bênçãos espirituais. Deus viu nele potencial para ser um príncipe, assim pacientemente Ele esperou Jacó terminar seu processo de suplantação do ego.

Todos nós somos como Jacó, temos que nos suplantar e implantar o padrão de vida divino e total dependência de Deus. Muitos de nós enfrentamos situações embaraçosas e difíceis para nos levar a entender que pela nossa própria força e projetos nada podem fazer( João 15:4-5).

O apóstolo Paulo é o nosso exemplo do Novo Testamento de como Deus implacavelmente dirige seu povo na síndrome do desespero de Romanos 7. Não até que tenhamos sido impiedosamente expostos e forçados a reconhecer que mesmos como cristãos, se continuarmos a viver na carne(eu), não apenas viveremos em condenação, mas jamais conheceremos o poder de conhecer nosso próprio eu. (Romanos 8: 1-4).

Encontrar a paz com Deus e liberar-se da culpa do pecado traz liberdade da primeira condenação, mas a salvação completa que traz paz interior somente vem quando conhecemos a liberdade de caminhar na carne (eu). Isto não é possível até que saibamos o segredo de uma vida de interação.(Gálatas 2:20).

Autovalor é o que se ganha com “negar-se a si mesmo”, e a nenhum homem é negada esta bênção, pois apesar das divisas ou aprendizado, cada homem pode se esforçar para ser verdadeiro consigo mesmo. Todos podem aspirar viver nos limites de sua integridade, mas mais abençoados sobre todos, são aqueles que negam a si mesmos, tomam sua cruz e seguem a Jesus( Mateus 16:24-25).

Da próxima vez que você olhar no espelho, você deve ser capaz de dizer com confiança: “fui escolhido para ser filho de Deus, antes mesmo de nascer. Sou altamente precioso para Deus. Fui comprado pelo sangue de seu Filho! (Efésios 1:3-14). Fui resgatado do domínio de satanás, da escuridão e estou salvo no reino de Jesus ( Colossenses 1:13).”

Diga a si mesmo: “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”.( 2 Cor 3:18)

Serei paciente porque sei que Ele conformará todas as coisas, boas ou más para formar a imagem de Seu Filho em mim (Romanos 8:28-30). Eu ainda me tornarei a expressão singular de Deus através de Cristo!

Vá ao espelho e diga isto agora! A palavra de Deus me levará ainda mais longe nos maravilhosos segredos d’Ele em tão maravilhosa salvação! Por muitas gerações eles ficaram ocultos até que Deus os revelou ao apóstolo Paulo (Colossenses 1:26). Agora aprenda que tudo isto faz parte do plano de Deus para restituir a glória perdida pela desobediência de Adão.

Livro: O Melhor de Deus

Pastor Eric C Maddison, AUTOR

Que Deus continue nos abençoando!

Pr. Davidson Freitas

 

 

About davidsonfreitas

Jesus Cristo é o meu Único Senhor e Salvador! A Ele toda a honra, toda a Gloria e todo o Louvor!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: